Siga-nos




Destaques

Justiça libera marceneiro que jogou cola de sapateiro na esposa

O marceneiro, de 56 anos, que jogou cola de sapateiro no corpo da esposa, de 57, durante uma briga de casal, no João Paulo II, na Região Norte de Rio Preto, foi solto nesta quarta-feira pela Justiça. Ele está em liberdade provisória e responde por violência doméstica e lesão corporal.

Na manhã desta terça-feira, dia 9, a mulher foi encontrada por guardas civis municipais com o corpo coberto pelo produto. Estima-se que foram despejados de dois a três litros da substância.

O marido, encontrado em sua oficina, negou ter despejado a cola, alegando que a vítima teria esbarrado na lata acidentalmente. Como não foram encontradas prateleiras ou gancho que confirmassem a história do suspeito ele foi preso em flagrante e levado para a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), onde prestou depoimento, sendo encaminhado à carceragem da Deic rio-pretense.

Em audiência de custódia, o juiz determinou que o acusado fique longe da esposa. Se descumprir a determinação judicial terá a prisão preventiva decretada.

Na madrugada de ontem, dia 10, o carro do marceneiro foi incendiado. Familiares acreditam que o ato foi criminoso, em retaliação à agressão à vítima, que é deficiente física. Ninguém foi detido até agora pelo vandalismo.

A mulher teve o excesso da cola de sapateiro retirado com água quente na Santa Casa, para onde foi encaminhada pelo Samu. Ela deve continuar tratamento médico para que todo o produto possa ser eliminado.

Da Redação

Continuar lendo
Comentar esta notícia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.